Via Campesina bloqueia a BR 392, em Canguçu, e pede solução para a estiagem


Em marcha, os manifestantes ligados à Via Campesina chegaram à BR 392, em Canguçu, após cerca de dez quilômetros de caminhada. O grupo, que bloqueia totalmente a rodovia desde as 10h30min desta terça-feira, pede soluções ao governo do Rio Grande do Sul para problemas causados pela estiagem.


A Via Campesina afirma que somente sairá do local após o governador José Ivo Sartori apresentar solução para os 24 municípios atingidos pela seca. Segundo o dirigente nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Ildo Pereira, a produção de leite teve cerca de 70% de perda e muitas famílias desistiram da atividade. O cultivo de hortifrutigranjeiros também registrou prejuízos, e a falta de chuva por mais de três meses deixou seco 90% dos açudes pequenos. O grupo está preparado com alimentos, panelas, fogões e também colchões.