• Larissa Moraes e Nael Rosa

Exames de pré-câncer de Piratini estão entre os milhares em suspeita em Pelotas


Exames agendados e os que tiveram material coletado para testes de pré-câncer pela estrutura da Secretaria Municipal de Saúde de Piratini serão reavaliados. A possibilidade de que as mulheres que passaram pelo teste terem que novamente se submeter ao mesmo é devido Piratini ser uma das dez cidades que tem Pelotas como referência para o serviço, qual tinha o diagnóstico emitido pelo Serviço Especializado de Ginecologia (SEG), contratado pela prefeitura pelotense para analisar amostras enviadas por dez cidades da região.

O serviço passou a estar sob suspeita a partir de uma denúncia formal de que graves irregularidades poderiam estar acontecendo, como, por exemplo, amostras não analisadas, mas que tinham como resultado padrões normais, algo grave, pois pode inclusive não dar ciência sobre lesões uterinas, inclusive um câncer de colo do útero.

“É óbvio que estamos preocupados, o que é normal, uma vez que necessitamos de diagnósticos seguros. Logo que tomei conhecimento da denúncia, por ser presidente do Conselho das Secretarias de Saúde do Rio Grande do Sul (COSEMS-RS), disparei o alerta e contatei a prefeita Paula Mascarenhas, colocando nossa preocupação por Piratini fazer parte da rede que Pelotas atende”, disse Diego Espíndola, titular da pasta de saúde em Piratini.

“Imediatamente trancamos as coletas de pré- câncer na cidade, e não mandaremos mais nada para o SEG até segunda ordem, pois não podemos condenar o laboratório antecipadamente e enquanto isso está sendo averiguado”, ampliou Espíndola, lembrando que, assim como as outras nove cidades com mulheres possivelmente prejudicadas, não cabe à prefeitura decidir para onde enviar o material coletado, pois quem dá a referência é o Estado, responsável por decidir quais centros serão referências para seus municípios mais próximos.

Conforme o secretário, a opção dada a prefeita de Pelotas é rever as amostras daqueles exames que já foram coletados e que estão agora de posse da justiça, pois estes deverão ser enviados para um laboratório de alta complexidade em Porto Alegre.

Quanto as mulheres que recentemente passaram pelo exame de pré- câncer que seus resultados deram normais e mesmo assim continuam ou passaram a apresentar sintomas, todas devem novamente buscar a Secretaria de Saúde para agendar uma nova coleta, o que irá ocorrer assim que ficar definido o novo laboratório.


  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon

Nativa FM 94.1 - Todos os direitos reservados © 2020