• Nael Rosa

Semana Farroupilha: Empresário garante que aumentos estavam previstos em contrato


O empresário Anderson Weber, proprietário da A.W. Eventos, empresa que explorou a Semana Farroupilha de Piratini no Centro de Eventos Erni Pereira Alves, se manifestou sobre os apontamentos feitos pelo Promotor de Justiça José Olavo Bueno dos Passos, responsável por afirmar que a A.W feriu cláusulas contidas no contrato entre a Prefeitura Municipal e a citada empresa vencedora do pregão eletrônico.

Weber afirma que cumpriu tudo que reza no documento e que os aumentos ocorridos estavam previstos.

“Não há nada errado, pois se estivesse à prefeitura teria rompido o contrato, já que há no mesmo cláusulas que permitem isso caso eu as tivesse desobedecido”, destaca Weber, que amplia:

“O que aconteceu é que estavam previstos oito dias de festa e nós ampliamos para dez. Como havia um aditivo que me permitia aumentar qualquer preço em até 23.33%, nós assim fizemos e devido a isso pagamos mais R$ 10,500,00 ( dez mil e quinhentos reais) para a prefeitura. Tive que aumentar valores já que, ao ampliar o evento tivemos mais gastos com a estrutura”, justificou.

Entre os pontos observados pela promotoria está o valor cobrado pelo pacote vendido antecipadamente. Na recomendação do MP o empresário teria cobrado dez reais a mais pelo o pacote de dez dias de festa, que na origem contatual era de R$ 60,00.

Outro item apontado pelo promotor José Olavo é valor cobrado pela A.W para as tendas e outros espaços de comercialização no Centro de Eventos Erni Pereira Alves. O MP assegura que foram cobrados R$ 300,00 a mais do que o exigido pelo município no contrato firmado, portanto R$ 1,800.00.


  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon

Nativa FM 94.1 - Todos os direitos reservados © 2020