• Nael Rosa

Traçado interrompe obra da Ponte do Costa, mas Daer Prevê retomada em novembro


O cenário próximo à travessia não concluída, que não mais conta com a logística, ou seja, com o aparato formado pelos contêineres aonde eram depositadas, por exemplo, as ferramentas utilizadas no dia a dia das obras da nova Ponte do Costa, deixa neste momento à comunidade de Piratini apreensiva e, certa que a data fornecida no princípio de outubro deste ano quando a Empresa Traçado Construções e Infraestrutura assegurou que a passagem ficaria pronta em fevereiro de 2019, não mais será respeitada.


Quando entrevistamos recentemente o engenheiro Jéferson Couto, responsável pelo projeto, oportunidade em que este disse que 70% da obra já estava pronta, o ritmo empreendido da mesma já era lento e contava com apenas seis funcionários trabalhando, o que certamente tornaria impossível o cumprimento do prazo previsto para a conclusão. A cena presenciada por moradores e usuários fez com que a preocupação fosse assunto constante nas redes sociais e, na última semana de outubro, a Traçado desmontou o acampamento, deixando com isso a incerteza e a preocupação em quem temia que a troca de governo fosse um motivo real para que a obra paralisasse.


“Com o recapeamento da ERA 702no governo Ieda Crusius foi o que ocorreu. A renovação do asfalto estava próxima do fim, mas trocou o governo e até hoje estamos esperando”, relembra João Carlos Viera, transportador que sofre com as consequências causadas pela atual travessia, estreita, baixa e com a base cheia de buracos.


Oficialmente, através dos contatos que fizemos a Traçado informou que não se manifestará sobre a paralisação. Já o governo do Estado, através do Departamento Autônomo de Estradas e Rodagens (DAER), ao ser indagado não deu detalhes, informando por email que a autarquia está fazendo modificações no contrato, mas que a retomada poderá ocorrer ainda em novembro.


O último trabalho realizado no local foi a concretagem da lage, e a próxima etapa, se a informação vier a se confirmar, será o lançamento das vigas.


A travessia erguida sobre o Rio Piratini e, ao lado da atual que não possui mais condições de tráfego tem 159 metros de extensão está orçada em R$ 6,304.864,00 (Seis milhões trezentos e quatro mil oitocentos e sessenta e quatro reais).

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon

Nativa FM 94.1 - Todos os direitos reservados © 2020