• GaúchaZH

Carro utilizado em assassinato é encontrado na Ponte do Império


Por Hygino Vasconcellos

Um carro foi encontrado queimado no final da manhã desta sexta-feira (2) em Cerrito, no sul do Estado. Conforme o delegado Rafael de Souza Lopes, "há convicção" de que o veículo foi utilizado por criminosos que participaram da morte da inspetora de polícia Cristina Gonçalves Lucas, 38 anos.


Na madrugada de quinta-feira (2), a policial estava em um carro com o marido, os dois filhos, de um e nove anos, e a sogra. Cristina saía de férias com a família e iria pegar um voo para Goias, quando o carro foi abordado em um trevo de acesso da BR-116 para Pelotas. No começo da noite de quinta, a inspetora teve morte cerebral confirmada.


Segundo o delegado, o Fiesta foi encontrado próximo da Ponte do Império, em um matagal da BR-293, após denúncia anônima e agora vai passar por perícia. As investigações, ainda conforme Lopes, já chegaram a dois suspeitos. Outros detalhes não foram repassados.


— Só passo detalhes no final da investigação — adiantou o delegado.


O subchefe da Polícia Civil, Fabio Motta Lopes, adiantou que diversas pessoas já foram interrogadas. Entre eles, o marido da inspetora, o policial militar Marcio Lucas Severo, e um homem que passava pelo local. O viúvo afirmou que viu três pessoas no carro, já a outra testemunha visualizou quatro.


O caso, ainda segundo o subchefe, é tratado como tentativa de assalto. Entretanto, o delegado faz uma ressalva:


— Não descartamos nenhuma possibilidade. A mais provável é que tentaram assaltá-los — salienta Motta.


Suspeitas Uma fonte do alto escalão da Segurança Pública consultada por GaúchaZH descarta que tenha ocorrido execução, devido à ausência de desavenças do casal com outras pessoas e a forma como o crime foi cometido.


— Em uma execução, os criminosos chegam fuzilando. Nesse caso, foi um tiro só. Numa execução não é comum pararem o carro, já chegam atirando.


Nesta sexta-feira (2), o subchefe da Polícia Civil, Fabio Motta Lopes, e o vice-governador e titular da Secretaria da Segurança Pública (SSP), Ranolfo Vieira Junior, deslocaram-se para Rio Grande, onde ocorre o velório da inspetora.


— Fomos prestar solidariedade à família — observa Lopes.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon

Nativa FM 94.1 - Todos os direitos reservados © 2020