• G1

Para Angela Merkel, incêndios na Amazônia devem ser debatidos no G7


Os incêndios na Amazônia são uma situação urgente que deve ser debatida no encontro de cúpula do G7, afirmou, nesta sexta-feira (23) um porta-voz da primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel. Ela é a terceira líder do G7 que sinaliza que o grupo pretende discutir o fogo na floresta amazônica: Emmanuel Macron, da França, e Justin Trudeau, do Canadá, já se pronunciaram da mesma forma.

“A magnitude dos incêndios é preocupante e ameaça não só o Brasil e os outros países afetados, mas também o mundo inteiro”, disse Steffen Seibert, representante de Merkel.

A primeira-ministra está convencida de que o tema deve ser debatido pelos países que vão se reunir para o encontro do G7, previsto para este fim de semana, em Biarritz, no sudoeste francês, segundo o porta-voz.

O presidente da França, Emmanuel Macron, também afirmou em uma rede social na quinta-feira (22) que é preciso discutir o tema na reunião.

"Nossa casa queima. Literalmente. A Amazônia, o pulmão de nosso planeta, que produz 20% de nosso oxigênio, arde em chamas. É uma crise internacional. Membros do G7, vamos nos encontrar daqui a dois dias para falar dessa urgência!", escreveu o francês.

A floresta amazônica não pode ser considerada o pulmão do mundo, pois consome a maior parte do oxigênio que produz.

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, respondeu ao francês na mesma rede social.

"Eu não poderia concordar mais, Emmanuel Macron. Nós trabalhamos muito para proteger o ambiente no G7 no ano passado em Charlevoix, e precisamos que isso continue nesse fim de semana. Precisamos agir pela Amazônia e agir pelo nosso planeta –nossos filhos e netos contam conosco."


  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon

Nativa FM 94.1 - Todos os direitos reservados © 2020