top of page

Ciclone provoca destelhamentos, falta de luz e interrupção de vias no Sul do RS


O ápice do ciclone ocorreu nesta madrugada no sul do Estado. Em Pelotas, até a madrugada foram registradas 26 casas destelhadas. A prefeitura e os bombeiros já entregaram lonas nos locais. Árvores caídas interromperam parcialmente ruas. Grande parte do município está sem energia elétrica, o que inclui as unidades de tratamento e distribuição de água, afetando o abastecimento em praticamente toda a cidade.


Desde as 4h30min, todas as casas de bomba estão sem energia elétrica. A prefeitura dispensou servidores que não atuam em serviços essenciais, ou que não estejam prestando apoio aos atingidos pelo temporal, do trabalho presencial nesta quinta-feira.


Na Avenida Cristóvão José do Santos, uma árvore caída empurrou um poste para cima de uma casa. Até o momento choveu 140 milímetros no Centro da cidade, com vento de 90 km/h. Não há informações de desabrigados ou desalojados. As UBS estão fechadas nesta quinta-feira, funcionando normalmente UPA e Pronto Socorro.


Na estrada que vai até a praia do Laranjal ainda há fios caídos, perto do Clube Caça e Pesca, na Avenida Adolfo Fetter. Durante a madrugada houve queda de barreira no km 94 da BR 392 próximo a entrada do Morro Redondo.


Rio Grande

Segundo a PRF, no quilometro 36 da BR 392 uma árvore interrompe o trânsito. Em Rio Grande, também há o registro de casas destelhadas, árvores e postes caídos em diversos pontos da cidade, inclusive na ERS 734. Na praticagem da Barra o vento chegou a 140 km/h, o que torna a situação no Porto ainda impraticável para a chegada e saída de navios.


Pelas redes sociais, o prefeito Fábio Branco pede que as pessoas que puderem fiquem em casa, pelo menos pela manhã em função das árvores caídas. A prefeitura de Rio Grande está sem luz e sem sinal de internet. As pessoas que precisam de ajuda devem se deslocar até a sede da Defesa Civil na rua Almirante Barroso, 166.

Comments


bottom of page