• Douglas Dutra

Comunidade do 2º Distrito denuncia charlatães

Em contato com a Rádio Nativa, um morador do Segundo Distrito de Piratini denunciou a presença de charlatães na zona rural.

Segundo o contato, um casal em um carro preto oferece, preferencialmente a alvos idosos, garrafas com supostos chás de ervas curativas, que se assemelham a erva mate. A informação é de que um homem, na casa dos 40 anos, abordava os moradores, enquanto a mulher sequer saía do carro.

Os charlatães cobrariam de R$ 60 a R$ 150 por cada garrafa de 600 ml com o líquido atribuindo propriedades curativas. Vítimas teriam pago quase R$ 500 por estas garrafas.

Segundo a fonte, a prática se assemelha a de outros criminosos que há cerca de 3 anos praticavam furtos e roubos na região, também com alvos idosos.


Segundo a Polícia Civil, até o momento, nenhuma denúncia foi feita neste sentido, e reforça que qualquer vítima deste tipo de crime deve registrar ocorrência para que a polícia possa investigar.


O artigo 283 do Código Penal tipifica o crime de charlatanismo como o ato de “inculcar ou anunciar cura por meio secreto ou infalível”, com pena de três meses a um ano de prisão e multa. Para o crime de curandeirismo, descrito no artigo 284, a pena é de seis meses a dois anos de prisão e multa.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon

Nativa FM 94.1 - Todos os direitos reservados © 2020