top of page
  • R7

Confira quem são os novos ministros anunciados por Lula


O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), anunciou nesta quinta-feira (29) os últimos nomes que vão compor a sua equipe ministerial. Lula passou a semana em negociação com os partidos e a equipe de transição até definir as indicações.


Confira a lista completa dos novos ministros:

Gonçalves Dias - Gabinete de Segurança Institucional (GSI) Sonia Guajajara - Ministério dos Povos Indígenas Paulo Pimenta - Secom Carlos Fávaro - Agricultura e Pecuária Waldez Góes - Integração e Desenvolvimento Regional André de Paula - Pesca Carlos Lupi - Previdência Jader Filho - Cidades Juscelino Filho - Ministério das Comunicações Alexandre Silveira - Minas e Energia Paulo Teixeira - Desenvolvimento Agrário Ana Moser - Esporte Marina Silva - Meio Ambiente Simone Tebet - Planejamento e Orçamento Daniela Souza - Turismo Renan Filho - Transportes


O futuro governo começará com 37 ministérios. O número é 60% maior do que a atual configuração da Esplanada. Veja a lista:


O senador eleito Renan Filho (MDB-AL) vai chefiar a pasta dos Transportes, e Jader Barbalho Filho, presidente do MDB no Pará, será o ministro das Cidades. Com as indicações de Renan e Jader, o partido terá três ministérios no futuro governo Lula. O terceiro ficará com a senadora Simone Tebet (MDB-MS). Lula oficializou o nome dela como ministra do Planejamento e Orçamento. Terceira colocada nas eleições, Tebet segue para a pasta após os planos dela de chefiar a Educação e o Desenvolvimento Social fracassarem. A senadora havia recebido convite também para o Ministério do Meio Ambiente, mas recusou.

O governador Waldez Góes (PDT) vai assumir o Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional. Segundo Lula, ele vai se afastar do partido e migrar para o União Brasil.

O deputado federal André de Paula (PSD-PE) vai ocupar o Ministério da Pesca. Já o general da reserva Marco Edson Gonçalves Dias será o futuro ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI). A negativa de Tebet reforçou a indicação da deputada federal eleita Marina Silva (Rede-SP) ao Ministério do Meio Ambiente. O nome dela também foi confirmado nesta quinta (29). Marina já ocupou o cargo na era petista, de 2003 a 2008, mas saiu após vários embates com o PT e com o agronegócio. Em seguida, desfiliou-se do partido e só se reaproximou de Lula durante a campanha de 2022.

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, comandará o Ministério da Previdência Social. Lupi já foi deputado federal, entre 1991 e 1995, e ministro do Trabalho e Emprego, de 2007 a 2011. Desde o início de dezembro, ele vinha sendo cotado para compor a equipe de Lula. Ao R7, Lupi disse que já contava com o convite e afirmou estar pronto para assumir o cargo. O Ministério das Comunicações ficará com Juscelino Filho. Já o deputado federal reeleito Paulo Pimenta estará na Secretaria de Comunicação (Secom). O senador do PSD, Carlos Fávaro (MT) vai chefiar a Agricultura com a missão de refazer pontes do novo governo com o agronegócio. Ele tem 53 anos e atuou na campanha petista.

O senador Alexandre Silveira (PSD) será o ministro de Minas e Energia. Aos 52 anos, é senador e foi relator da PEC do estouro na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Bacharel em direito e servidor público da área da segurança, ele esteve à frente do Departamento Nacional de Infraestrutura (DNIT) entre 2003 e 2006. Foi deputado federal por dois mandatos e, entre 2011 e 2014, atuou como secretário de Gestão e de Saúde no Governo de Minas Gerais.

A deputada federal Sonia Guajajara (PSOL-SP) será a ministra dos Povos Indígenas. Ela já era nome de consenso na equipe de transição. No anúncio desta quinta, Lula afirmou que a presidência da Funai será uma pessoa indígena, mas ainda não foi definido.

O deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP), inicialmente cotado para as Comunicações, será o ministro do Desenvolvimento Agrário. A deputada federal Daniela Souza Carneiro (União Brasil) ficará com o Ministério do Turismo.

A ex-jogadora de vôlei Ana Moser assume o Ministério do Esporte. Ana tem 54 anos e é empreendedora social. Medalhista olímpica, ela desenvolveu em 1998 um projeto de formação de atletas baseado no ensino de voleibol em escolas públicas e privadas. Atuou também como comentarista de jogos na televisão.

Comments


bottom of page