• Douglas Dutra

Consultoria aponta R$ 7 milhões de despesas não identificadas na saúde de Piratini em 2020

Na prestação de contas da gestão da saúde de 2020 em Piratini, feita pelo prefeito Márcio Porto (MDB), a secretária de Saúde Gerusa Porto e o consultor contábil Fabrício Falconi, foi apresentado o valor de R$ 7.285.863,24 em despesas não identificadas. A prestação de contas foi feita em audiência pública na Câmara de Vereadores na tarde desta segunda-feira (22).

Falconi apresentou os números do ano passado. Em 2020, Piratini teve um total de R$ 11.256.612,88 em despesas na Saúde. O saldo, ou seja, o valor que ficou para 2021, foi de R$ 3.408.115,32.


Falconi disse que não identificou um gasto de mais de R$ 7 milhões sem identificação em nenhum dos municípios pelos quais passou. Segundo ele, essa despesa não identificada “ou sumiu ou é um erro de relatório” na gestão dos recursos públicos.


Os R$ 7,2 milhões apontados não possuem registro de para onde foram destinados na contabilidade do Executivo.


O vereador Sérgio Castro (PDT), líder do governo anterior, da atual oposição, disse que é necessário investigar onde foi gasto esse valor, mas que não acredita que esse valor foi fruto de desvio. “Pode ser um erro de gestão, pode ser algo muito maior, e eu acho que nós devemos ir até o fundo”, disse o vereador.


O prefeito Márcio Porto salientou a importância da transparência que vem buscando em sua gestão. “Nós temos é que esclarecer pro nosso povo, mostrar o que é certo e o que é errado”, disse o prefeito.

Siga-nos

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon

Nativa FM 94.1 - Todos os direitos reservados © 2020