• Redação

CORSAN descarta possibilidade de racionamento no momento em Piratini

A estiagem que vem afetando o Rio Grande do Sul neste começo de ano já traz grandes prejuízos para o produtor rural, e dificulta o acesso à água até mesmo para o consumo humano no interior de Piratini. Na zona urbana, a preocupação também é grande à medida que as semanas passam sem chuva.

Foto: Douglas Dutra

Com a situação preocupante, a comunidade levantou a possibilidade de que haja racionamento na distribuição de água. Porém, o escritório da Companhia Riograndense de Saneamento (CORSAN) em Piratini desmente esses boatos e garante que, no momento, não há necessidade de racionamento.


O gestor da CORSAN em Piratini, Danilo Vaz, destaca que o arroio que abastece a cidade suporta a necessidade, mas que se a estiagem continuar por um período maior, pode haver necessidade de racionamento.


Mesmo sem haver previsão de racionamento, Vaz pede que a população mantenha o consumo consciente de água e que se evitem desperdícios. Dentre as formas de evitar desperdício, a população deve evitar deixar torneiras abertas ou pingando, evitar lavar calçadas e veículos, tomar banhos menos demorados e conter quaisquer tipos de vazamentos.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon

Nativa FM 94.1 - Todos os direitos reservados © 2020