Distanciamento Controlado: RS tem 19 regiões em bandeira vermelha

O mapa definitivo do distanciamento controlado, divulgado na tarde desta segunda (30) pelo governo do Estado, classificou 19 regiões em bandeira vermelha, que aponta o risco alto de contágio do coronavírus, no Rio Grande do Sul, na semana de 1º a 7 de dezembro, incluindo a região de Pelotas, da qual Piratini faz parte.

Apenas Cachoeira o Sul e Guaíba tiveram seus pedidos de revisão aceitos e ficaram em bandeira laranja, de risco médio.


A Prefeitura de Piratini deverá publicar um decreto na manhã desta terça-feira (1º) regulamentando os novos protocolos para o município.


A predominância da cor vermelha no estado é reflexo do agravamento da pandemia no Rio Grande do Sul. Na região de Pelotas, 83,5% dos leitos de UTI adulto e 46,2% Covid-19 fora de UTI estão ocupados, no fim da tarde desta segunda.


Diante deste cenário, o governo decidiu suspender temporariamente a cogestão, em que as regiões e municípios podia decidir por conta própria adotar restrições mais brandas do que as previstas nos protocolos originais.


As medidas mais restritivas valerão por pelo menos duas semanas, mas podem ser prorrogadas caso a situação não se torne melhor.


Alguns dos protocolos anteriores para bandeira vermelha foram alterados, tornando mais flexíveis as restrições ao comércio. Pelas novas regras, lojas e restaurantes poderão abrir todos os dias. O comércio poderá abrir até as 20 horas e restaurantes poderão funcionar até as 22 horas, com clientes sentados e grupos de no máximo seis pessoas.


O novo protocolo também prevê a proibição de permanência em locais públicos sem controle de acesso, como ruas, praias e praças.


As novas regras foram apresentadas pelo governador Eduardo Leite em reunião com a Famurs (Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul), que representa os prefeitos gaúchos, na tarde desta segunda.


Na reunião, o governador também ofereceu aos prefeitos o apoio da Brigada Militar para fiscalização nas cidades, e disse que irá fazer uma nova campanha de comunicação para conscientizar a população.