Escolinha de futebol do BGV forma cidadãos

O futebol é o esporte do coração do brasileiro. Desde muito cedo, a paixão por jogar bola toma o coração de milhões de crianças brasileiras, que acompanham de perto seus clubes e ídolos.

É de olho nesse sonho que Welliton Belasquem, o Belas, começou há cerca de dois anos a escolinha de futebol de base do BGV, o time de amigos do Bairro Getúlio Vargas, de Piratini.


A escolinha, que é totalmente gratuita, já tem cerca de 50 alunos de 8 a 18 anos de toda a cidade, e já forma times sub-18, sub-15, sub-13, sub-11 e sub-9.


Um dos objetivos do projeto é levar a inclusão social através do esporte, além de levar valores que capacitem os alunos a serem membros construtivos da sociedade. A única condição para ingressar na escolinha é ter frequência e médias boas na escola.


Segundo Welliton, o próximo passo é formar um time de futebol feminino, abarcando a modalidade que é cada vez mais popular entre as meninas.


"Não tem dinheiro que pague podermos formar cidadãos, fazendo o que a gente gosta", diz Welliton, que tem como parceiro no projeto o professor e preparador físico Mateus Prestes.


Para os treinos, o BGV conta com quadras tanto de salão quanto de campo públicas de Piratini. Atualmente, a academia Corpore Sano também oferece sua quadra de futebol society gratuitamente para o time treinar.


O primeiro desafio para o time sub-18 será um campeonato regional que começa dia 18 de abril. "Nós temos que correr atrás de patrocínio", diz Belas, listando o valor do ônibus, inscrição e fardamento como necessidades pra colocar o time no campeonato.


Você pode ajudar a escolinha do BGV doando equipamentos, como fardamento e bolas, que precisam ser repostas com frequência. Para doar, você pode entrar em contato direto com Welliton Belas no telefone/WhatsApp 53 99177 2282.