top of page

Museu Histórico Farroupilha recebe Bóton



Por Silvia Martins | Ascom Sedac


O Museu Histórico Farroupilha (MHF), instituição da Secretaria da Cultura (Sedac), recebeu a doação de um bóton (do inglês “button”) criado para a Exposição Internacional Agrícola e Industrial de 1935, em comemoração à Revolução Farroupilha e à República Rio-Grandense, que será integrado às mais de mil peças da coleção TcheVoni, que estão expostas no Museu.


Segundo o doador e colecionador Volnir Júnior dos Santos, gaúcho de São Francisco de Paula, conhecido nas redes sociais como TcheVoni, o bóton foi criado para comemorar a República Rio-Grandense em uma feira mundial, que ocorreu em Porto Alegre, no período de 20 de setembro de 1935 a 16 de janeiro de 1936. “A exposição é vista como um marco para o RS e ocorreu para demonstrar os avanços tecnológicos no estado. O bóton foi produzido por uma indústria paulista para homenagear a história Rio-Grandense”, explicou TcheVoni.


A peça está sendo catalogada no acervo do MHF e vai entrar em exposição na sala do colecionismo junto com outras peças que compõem o acervo comemorativo dos 100 anos da República Rio-Grandense, explicou a diretora do MHF, Luiza Rodrigues.



TcheVoni

Volnir Júnior dos Santos, conhecido nas redes sociais como TcheVoni, gaúcho residente em Natal, capital do Rio Grande do Norte, doou ao MHF, um acervo que foi fruto de mais de 20 anos de colecionismo e do amor de seu criador pela história do RS. O resultado é uma rica coleção de livros e objetos históricos como espadas, balas de canhão, documentos, moedas e itens comemorativos do período Farroupilha. Em 2019, Volnir procurou o MHF para manifestar o desejo de doar as peças à instituição. Em outubro daquele ano, a secretária da Cultura, Beatriz Araujo, e a então diretora do Museu Farroupilha, Francieli Domingues, viajaram a Natal para tornar esse desejo uma realidade.


TcheVoni é um gaúcho aficionado pela saga farroupilha, que doou materiais da mais alta cotação histórica: mais de mil peças, resultado de mais de 20 anos de colecionismo, para o MHF.



O Museu:


Fundado em 1953 pelo Estado do Rio Grande do Sul, o Museu Histórico Farroupilha é considerado um pilar fundamental para construção da identidade gaúcha. Seu acervo é um dos principais narradores do episódio divisor de águas da história do Estado, a Guerra dos Farrapos, e a formação da República Rio-Grandense. Configura-se em uma matriz para pesquisas de valor histórico e científico e em equipamento cultural e turístico de Piratini.


Endereço:

Rua Coronel Pedroso, 77

Piratini

Comments


bottom of page