Piratini poderá perder vacinas

As, há pouco tempo, tão desejadas vacinas correm o risco de deixar Piratini. Com a vacinação contra Covid-19 liberada para toda a população adulta e para adolescentes entre 12 e 17 anos com comorbidades, a baixa procura pelo imunizante pode fazer com que eles sejam reconduzidos para outros municípios com vacinação mais lenta e procura maior pela vacina.

Gráfico mostra percentual baixo da procura da vacina pelas populações mais jovens

Segundo dados da Secretaria Estadual da Saúde, Piratini já recebeu 21.846 doses de vacinas contra a Covid-19 desde 19 de janeiro, quando a primeira dose foi aplicada. Do total, 81,4% já foram aplicadas. São 12.413 pessoas vacinadas com a primeira dose, 4.928 vacinadas com a segunda dose e 460 com imunizante de dose única. Ou seja, Piratini conta hoje com mais de 4 mil doses estocadas.


O secretário de Saúde de Piratini, Cassio Segatto, estima que a procura esteja mais baixa entre os mais jovens, para os quais a vacina foi liberada nas últimas semanas.


Observando os dados da Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS), é notável a diminuição da procura pela vacina dos grupos abaixo dos 60 anos.

Total de aplicações de vacinas por idade

Por exemplo, enquanto na faixa de 60 a 64 anos a estimativa é de que 75% da população tenha se vacinado, dos 55 aos 59 anos, a procura foi de apenas 14%.


O pedido pela redistribuição das doses parte de municípios que estão com dificuldade de avançar a vacinação por falta de doses.


Em razão disso, a Secretaria de Saúde de Piratini tem feito o apelo para que toda a população busque a vacina nos postos de saúde.