• Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon

Nativa FM 94.1 - Todos os direitos reservados © 2019

Emater realiza intercâmbio de produtores de Piratini

4/7/2017

 

No dia 27/06 a Ascar/Emater de Piratini, com os extensionistas Anderson Fontoura, Cinara Alves e Simone Galarça, promoveram o intercâmbio de agricultores de Piratini, vinculados a COOPAVA (Cooperativa Vista Alegre Ltda), APECOL (Associação de Produtores Ecológicos Conquista da Liberdade), APROBECO (Associação de Produtores de Base Ecológica de Piratini), bem como agricultores familiares atendidos pelo Programa Gestão Sustentável e integrantes do grupo de produtores de pêssego, onde visitaram a propriedade do sr. Nilo Schiavon, localizada no 8º Distrito de Pelotas, na Colônia São Manoel.

 

Este agricultor destaca-se pela produção orgânica de frutas e hortaliças, com ênfase no plantio de SAF (Sistema Agroflorestal) que são formas de uso ou manejo da terra, nos quais se combinam espécies arbóreas (frutíferas e/ou madeireiras) com cultivos agrícolas, de forma simultânea ou em sequência temporal e que promovem benefícios econômicos e ecológicos. Os sistemas agroflorestais ou agroflorestas apresentam como principais vantagens, frente a agricultura convencional, a fácil recuperação da fertilidade dos solos, o fornecimento de adubos verdes, o controle de ervas daninhas, pragas e doenças, entre outras coisas.

 

Observou-se também o manejo ecológicos nos pomares de pêssegos, onde em uma propriedade de apenas 9 ha, são cultivados cerca de 13 variedades que são comercializados in natura em feiras nos municípios de Canguçu, Pelotas e São Lourenço. Destaca-se também o uso de palanques vivos, feitos através do plantio da Aroeira (Schinus terebinthifolius), cuja flor é melífera e produz também a semente que é processada gerando a pimenta-rosa.

 

Além da certificação orgânica por Sistema Participativo (OCS), o agricultor possui a área de SAF legalizada junto aos órgãos de licenciamento ambiental. Nesta propriedade, há também uma agroindústria de sucos e produção artesanal de vinho, com 100% dos frutos utilizados produzidos ali.

 

De acordo com os agricultores que participaram desta atividade, enxergar na prática o que está funcionando, traz maior confiança para o agricultor que pretende adotar determinado manejo. Destacaram também, as inúmeras possibilidades de substituição de insumos e práticas, visando a diminuição do uso de produtos químicos, sendo garantia de qualidade de vida para quem produz e para quem consome o produto.

 

Segundo a Engenheira Agrônoma Simone Galarça, “Oportunidades como esta servem para que os demais agricultores possam visualizar na prática alternativas viáveis de cultivos e manejos, que se encaixam perfeitamente para a realidade do nosso município. Ações como estas (Intercâmbio) são comuns na forma de atuação da Extensão Rural realizada pela Ascar/Emater, sendo uma ferramenta repleta de bons resultados”.

 

informações: Assessoria ASCAR/EMATER Piratini

 

Compartilhar
Compartilhar
Please reload

Please reload