• Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon

Nativa FM 94.1 - Todos os direitos reservados © 2019

Áudio de secretário vaza e ocasiona sua convocação pela Câmara

20/4/2018

 

“Vou te mandar por e-mail um papel timbrado aqui da secretaria, aí tu bota essa tabela aí, ou tu me manda ela no word que eu boto no papel timbrado da secretaria pra fazer um ofício pra mandar pra aqueles “naba” daqueles vereadores lá. Eles reclamam que não recebem, que não sei o quê...”

 

O texto acima é a degravação de um áudio de 22 segundos enviado através do  whatsapp pelo secretário de esportes e turismo de Piratini, Fladimir Gonsalves, remetido para alguém ainda não esclarecido, que em seu conteúdo não há nada de  grave, mas mesmo assim, causou um mal estar entre os integrantes de todas as bancadas do legislativo piratiniense, garante o presidente, Manoel Rodrigues, do Partido Progressista (PP), que cobraram de Rodrigues explicações a serem dadas pelo Gonsalves na próxima segunda-feira, 23, às 14h nas dependências da câmara.

 

“Houve uma pressão de todos os colegas, então convoquei ele porque entendemos que é um desrespeito com o legislativo. Em nossa visão há a necessidade de no mínimo uma explicação” disse Manoel Rodrigues por telefone à reportagem Nativa.

 

O presidente acrescentou que o secretário pode sim ter sido infeliz em suas colocações ao se referir aos parlamentares, mas, daqui a pouco, essa também pode ser sua opinião real sobre os integrantes da casa.

 

“Como secretário ele deixou a desejar e não é a primeira vez. O comportamento do Fladimir à frente da pasta é complicado” acrescentou Rodrigues.

 

Também por celular conversamos com Gonsalves que minimizou a situação dizendo que os termos comuns não foram usados de forma pública e sim em uma conversa particular, termos esses que em sua visão não tem a intenção de desrespeitar a instituição e não ofendem ninguém.

 

“Eu falava na conversa citada sobre um material de divulgação que preciso para promover um evento esportivo do município. As palavras usadas não ferem nenhuma pessoa, órgão ou entidade, e eu não tenho o mínimo interesse em fazer isso”, garantiu.

 

Ele disse que quem fez a divulgação do áudio, o fez sem seu conhecimento e autorização e que por ser um agente público não deve jamais se portar da forma que estão subentendendo, por exemplo, os vereadores, mas lembrou de que na casa legislativa alguns parlamentares usam em dados momentos um vocabulário no mínimo ríspido ao se referir aos atuais administradores do município.

 

 

“Somos ofendidos várias vezes. Secretários, prefeito e vice-prefeito, quando chamados de incompetentes, acusados de não termos capacidade e até mesmo de irresponsáveis, e mesmo assim, não respondemos da mesma forma”, falou.

 

Ao finalizar, Gonsalves disse que se por ventura alguém tenha se ofendido com o conteúdo de um diálogo informal, mesmo ele entendendo que não fez isso, pede desculpas.

 

 

 

Compartilhar
Compartilhar
Please reload

Please reload