• Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon

Nativa FM 94.1 - Todos os direitos reservados © 2019

Invernada do 20 de setembro ganha destaque na região

18/9/2018

 

Mesmo com a precariedade de sua estrutura, já comprometida há alguns anos, o CTG 20 de Setembro de Piratini, que completou 65 anos no mês de abril, mantém vivo o seu principal objetivo: o amor à tradição e cultura gaúcha.

 

Realizando suas atividades no galpão de rondas, anexo ao CTG, cerca 70 jovens da cidade e do interior – alguns percorrendo mais de 40 km - se encontram todas as terças e sábados para os ensaios de suas grandes apresentações na região.

 

E, há 3 anos a denominada por eles mesmos de “família 20” só vêm aumentando, e hoje se divide em invernada mirim, juvenil e adulta. Prenda da invernada, Maria Rosa Porto Quevedo, filha do cantor Piratiniense Cristiano Quevedo, fala sobre seu amor pela dança.

 

“Pra mim sempre foi uma paixão, e o tradicionalismo um meio no qual quero sempre permanecer. Acho extremamente saudável conviver com pessoas que têm amor pela própria bandeira e defendem um ideal. A invernada do 20  foi um projeto que nasceu da vontade. Como dizem nossos instrutores: “Os campeões da vontade”. Vontade de carregar o nome da nossa cidade, do nosso CTG e poder sentir orgulho disso. O brilho no olho de cada um, a cada conquista, é o que faz valer a pena todo esforço deste grupo, que luta unido movido por um mesmo ideal, uma mesma paixão!”.

 

Como em todo grupo de danças tradicionais há os “posteiros”, que são os responsáveis  pelo grupo dentro e fora do tablado, dando as direções da coreografia. Moisés Lopes, um deles, conta como é fazer parte do grupo.

 

“É algo incrível. São vários sentimentos juntos, amor, alegria, e principalmente a amizade que esse grupo tem. Pra mim é uma grande honra estar nesse grupo, poder ver a alegria no olhar dessa gurizada não tem preço. Sou muito orgulhoso desses jovens que passam horas dentro do CTG para realizarmos nosso sonho. Estar à frente desse grupo é uma honra muito grande que a mim foi proporcionada. Claro que não trabalho sozinho, temos uma comissão exemplar à frente também.”

 

No início do mês, o grupo realizou a sua estreia de Pilchas em uma coreografia temática e muito importante também para a história do município. E, ainda no mês de agosto, os jovens participaram em Canguçu do 17º circuito de rodeios artísticos da 21ª região tradicionalista Rosa Maria Afonso, na etapa do CTG Raul Silveira, onde trouxeram 3 títulos para Piratini.

 

E, na 2ª etapa, que ocorreu no último domingo (16/09), em Pedro Osório, a invernada adulta conquistou novamente o 1º lugar em danças tradicionais e o 1º lugar de melhor coreografia de entrada.

Compartilhar
Compartilhar
Please reload

Please reload