• Douglas Dutra

Sem expectativas para o loteamento do Cancelão


A Escola Estadual República Riograndense, do Cancelão, recebeu nesta segunda-feira (03) audiência pública sobre o loteamento do Bairro que, há quase 20 anos, não é regularizado.

A audiência pública foi proposta pelos vereadores Marcial Guastuci, o Macega (MDB), e Manoel Rodrigues (PP) e, para prestar esclarecimentos da parte do poder executivo, foram o prefeito Vitor Ivan Rodrigues (PDT), a secretária de Habitação, Paula Almeida, e o secretário de Assistência Social, Adilson Oliveira.

Segundo o vereador Manoel Rodrigues, o loteamento foi desapropriado com o objetivo de construir casas para 41 famílias. Desde então, nenhum passo foi dado para a ocupação do local. Segundo o vereador, nesse período uma parte dos beneficiários já faleceu, enquanto outra parte mudou-se. De acordo com Rodrigues, atualmente, cerca de 20 famílias aguardam a regularização do local, que já está sendo tomado pelo mato.

Passados 5 governos, um do PMDB, quando o loteamento foi desapropriado, quatro do PSDB, de 2001 a 2016, e o do PDT, em exercício, o local segue sem perspectiva.

Segundo o prefeito Vitor, atualmente não há recursos orçamentários para executar a obra do loteamento, mas o município vai continuar fazendo estudos e tentando viabilizar a obra, mesmo não havendo perspectiva. O prefeito justifica que, se durante os últimos anos, quando havia mais recursos para a área da habitação nas esferas federal e do estado, não foi feito nada, não vai ser agora, quando os governos superiores não possuem política habitacional que vai ser feito algo.


"Nós não podemos criar uma expectativa para os beneficiários e não cumprir. Nós estamos tratando com seriedade este assunto. Não vamos remeter as pessoas para uma esperança ao dizer que vamos fazer e não fazer," justifica Vitor.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon

Nativa FM 94.1 - Todos os direitos reservados © 2020